Palácio Nacional de Sintra

Palácio Nacional de Sintra

O Palácio Nacional de Sintra esta localizado bem no centro da cidade, o que torna sua  visita extremamente fácil. Já na chegada temos uma visão de sua fachada branca e suas duas grandes chaminés se destacando ao fundo. Construído pelos mouros que dominavam a região, o palácio serviu de residência do governador mouro até 1147, quando durante a reconquista portuguesa Afonso Henriques tomou o palácio e em 1281, Dom Dinis ordena a reconstrução do então chamado Palácio Oliveira, com isto o Palácio se tornou a residência da família real Portuguesa por 8 séculos e neste período passou por diversas reformas, sendo que desde o século 16 não sofre grandes mudanças e é hoje o único sobrevivente dos paços reais medievais.

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Fachada do Palácio Nacional de Sintra

Vista geral do Palácio Nacional de Sintra que foi transformado em monumento nacional em 1910

O Palácio reúne diversas salas e quartos de diferentes estilos e como não poderia deixar de ser, está recheado de fatos importantes da história Portuguesa. A Sala dos Cisnes, a maior do Palácio era utilizada por Dom Manuel I para saraus de música e dança, que aconteciam aos domingos e feriados e também apresentações de teatro com Gil Vicente, considerado o Pai do Teatro português. Atualmente a sala é usada para recepções e banquetes oficiais, nas visitas oficiais de chefes de estado estrangeiros e em concertos do famoso Festival de Música de Sintra.

Palácio da Sintra - Sintra

Sala dos Cisnes: o teto deste salão de banquetes foi pintado no final do século 16 em homenagem ao casamento da Infanta D. Isabel de Portugal com Filipe, “o Bom” da Borgonha

Outra sala muito interessante é a Sala das Pegas, que no tempo do Rei Dom Duarte era conhecida como Sala do Paramento, onde eram recebidos os notáveis do reino e embaixadores estrangeiros. No teto 136 pegas, seguram no seus bicos a tarja com a divisa de Dom João I e nas patas, uma rosa que pode ser uma alusão a casa de Lancaster, à qual pertencia a Rainha Dona Felipa.  Diz a lenda que Dom João I, escolheu as pegas, por estas aves simbolizarem mulheres fofoqueiras, numa alusão as Damas da corte Portuguesa.

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Sala das Pegas

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

detalhe do teto da Sala das Pegas

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Quarto de D. Sebastião

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Sala Júlio César

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Sala das Galés

A mais bela das salas na minha opinião é a Sala dos Brasões, com seu estilo manuelino, é a mais importante sala heráldica (ciência e arte de descrever os brasões de armas ou escudos.) européia. No centro da cúpula oitavada temos o símbolo de poder centralizado de Dom Manuel I, e sobre seu brasão de armas, temos um dragão alado. A sua volta, os brasões de seus oito filhos, todos de seu segundo casamento, com Dona Maria, e no nível inferior, temos os brasões das setenta e duas famílias nobres mais influentes do reino. Rodeando a sala temos a inscrição: “pois com esforços leais serviços foram ganhadas com estas e outras tais devem de ser conservadas”. As pinturas foram feitas no século 16, no século 17 foram acrescentados os detalhes dourados e no início do século 18, foram colocados os painéis de azulejos, que representam cenas bucólicas e de caça.

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Sala dos Brasões: no teto deste salão estão pintados brasões de 72 famílias nobres de Portugal e as paredes são revestidas por painéis de azulejos

Enquanto visitava esta sala, fui parado por um turista americano que queria saber como usar sua máquina fotográfica recém adquirida, no modo manual, pois não estava conseguindo fotografar devido a baixa luz do ambiente (para variar ele não havia lido o manual). Quando finalmente conseguimos, ele ficou muito agradecido e feliz, mostrou a foto para sua esposa, quis mostrar para seu amigo, que estava sentado no outro lado da sala (veja o senhor de calças branca sentado no canto da sala na foto acima) e qual não é nossa surpresa de ao chegarmos lá, de vermos que ele estava dormindo. Sim ele estava dormindo, sim dormindo em uma sala super bonita e interessante, mas o cansaço falou mais forte. Para mim, isto mostrou mais uma vantagem de se fotografar, pois enquanto fotografo não sinto sono, uma vez que fico muito atento a tudo ao meu redor. E você,  já passou por situação destas, de estar tão cansado que acabou dormindo em um lugar impróprio?? Caso positivo, conte para nós na área de comentários.

Palácio da Sintra - Sintra - Portugal

E não é que em meio a toda esta beleza, ainda existem pessoas que preferem dormir

Sala dos Brasões: olhando para os brasões nos deparamos com diversos sobrenomes comuns no Brasil, tais como Azevedo, Pereira, Souza, Cunha, Castro, Miranda, Almeida, Ribeiro, Leme, Menezes e outros

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Quarto prisão: O Rei Afonso VI ficou preso neste quarto prisão por 9 anos, por ordem de seu irmão e futuro Rei D. Pedro II. O monarca deposto acabaria por morrer em 1683

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Capela Palatina: Fundada por Dom Dinis no século XIV, tem a evocação do Espírito Santo, cujo culto foi introduzido em Portugal pela Rainha Santa Isabel

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

Sala dos Árabes e seus finos azulejos

A cozinha foi construída durante o reinado de Dom João I, no começo do século 15, em uma ala separada, para prevenir incêndios e que a fumaça invadisse o Palácio, afinal naquele tempo os fogões eram a lenha. A cozinha do Palácio de Sintra, logo tornou-se um cartão postal da cidade devido as suas duas chaminés de 33 metros de altura.

Palácio de Sintra - Sintra, Portugal

A grandiosa Cozinha era usada para a preparação de grandes banquetes em que eram servidas carnes de caça, abumdante à época na Serra de Sintra.

Ficha Técnica:
Endereço:
Palácio Nacional de Sintra
Largo Rainha Dona Amélia
2710-616 Sintra
Telefone: +351 219106840
Fax: +351 219106851
E-mail: pnsintra@imc-ip.pt

Horário :
Aberto todos os dias das 9h30 às 17h30 (última entrada às 17h00 – Palácio; 17h15 – Jardins).
Fechado às 4ª feiras e nos dias seguintes aos feriados de 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio, 25 de Dezembro e excepcionalmente por ocasião de Cerimónias Oficiais.

Ingresso Palácio:
Normal  7€
Entrada livre : Domingos e feriados – até às 14.00h*

.

Leia mais: Lisboa

Leia Mais: Sintra

 

Siga o Phototravel360 no Twitter – @phototravel360

Visite o Phototravel360 no Facebook – Phototravel360

Assine o Phototravel360 por email – Phototravel360

 

 

Edson Maiero

This Post Has One Comment

Comments are closed.