Palácio de Versailles

Palácio de Versailles

Poucos são os que visitam Paris e não pensam em conhecer o Palácio de Versailles e seus jardins. Afinal este palácio, foi o centro do poder na França entre 1682 e 1789, e é o maior símbolo da monarquia absoluta do reinado de Luís XIV. Uma visita nos permite conhecer um este pedaço da história Francesa e também a genialidade arquitetônica do palácio e de seus jardins, com fontes que até hoje funcionam e que ainda mantém 95% da tubulação original.

Na minha opinião o melhor modo de ir a Versailles é de trem. Você precisa pegar um trem da linha RER C, com destino a estação Versailles-Rive Gauche, que é a estação mais próxima ao Palácio. Compre os bilhetes de ida e volta, e após passar pela catraca guarde o bilhete, pois você precisará dele novamente para poder sair da estação, tanto na ida quando na volta.

Saindo da estação você gastará uns 15 minutos caminhando até os portões do palácio e ficará chocado por duas razões: a primeira pela grandiosidade de Versailles e a segunda pelas filas… filas longas e intermináveis. Sendo assim, para diminuir um pouco o sofrimento das filas, aconselho que você compre antecipadamente os tickets, pelo site oficial do Palácio de Versailles.  Assim você compra as entradas em casa, imprime e ao chegar lá, vai diretamente ao portão A, e pronto, você ganhou um bom tempo que seria desperdiçado na fila interminável das bilheterias.

A Toutes Les Gloires de La France: Todas as glórias da França

pátio de mármore

Uma vez iniciada a visita ao palácio você terá oportunidade de conhecer um pouco a respeito do modo de vida dos reis franceses. Um dos pontos importantes da visita é a Capela Real, inaugurada em 1710 e usada apenas 5 vezes por Luiz XIV. Dedicada a São Luís o chão da capela é revestido com Mosaicos coloridos de mármore e os degraus que levam ao altar ostentam o monograma de Luís XIV.  Construída em dois andares o Rei acompanhava as cerimônias no andar superior.

Capela Real: palco do casamento de Luís XVI com Maria Antonieta em 1770

Capela Real

Opera Real

Salão de Hércules

detalhe do teto do Salão de Hércules

O Salão dos Espelhos é uma galeria com 73 metros de comprimento e 10,5 metros de altura, que une os pavilhões norte e sul do Palácio de Versailles. Setenta janelas com molduras de arco proporcionam uma bela vista dos jardins e na parede oposta espelhos simulam a mesma quantia de janelas.

Sala dos Espelhos

detalhe do teto do Salão da Paz

Com a mudança da corte para Paris e o fim da revolução francesa, Versailles não mais era a moradia dos Reis, e o que é um Palácio sem Rei? Sendo assim Versailles foi convertido em um museu e em 1837 foi inaugurada a galeria das batalhas, obra dos arquitetos Fontaine e Nopveu. Em seus 120 metros de extensão estão expostas diversas obras retratando batalhas importantes da história francesa.

Galeria das Batalhas

Bataille de Fontenoy – 1745

Bataille de Bouvines – 1214

Versailles

Bom esta foi a primeira parte da visita. Agora que você já conheceu o Palácio de Versailles você pode passear pelos seus jardins, leia o post a seguir e veja mais sobre estes belos jardins: Domingo em Versailles – Fontes e música clássica

Quer ler mais sobre Paris, clique aqui.

 

Siga o Phototravel360 no Twitter – @phototravel360

Visite o Phototravel360 no Facebook – Phototravel360

Visite o Campos do Jordão 360 no Facebook – CamposdoJordão360

Assine o Phototravel360 por email – Phototravel360

 

This Post Has 5 Comments

Comments are closed.