Se você gosta de museus e esta planejando uma viagem para Paris, não pode deixar de visitar o Museu D’Orsay que localizado na margem esquerda do Rio Sena, tendo como vizinhos o Museu do Louvre e os Jardins de Tuileries. Ocupando um elegante prédio, uma antiga estação ferroviária (Gare d’Orsay),  o d’Orsay foi inaugurado em 1986, com coleções que abrangem pinturas, esculturas, fotografias, maquetes e móveis. Estas obras de arte foram transferidas do Louvre, do Museu Jeu de Paume e do Museu de Arte Moderna de Paris e abriga principalmente obras do período entre 1848 e início do século XX. Lá encontramos Van Gogh, Monet, Degas, Maurice Denis, Odilon Redon, etc.

fachada do Museu D’Orsay, originalmente uma estação Ferroviária

Chegando ao d’Orsay minha primeira reação é a de sempre ficar assustado com a fila que se aglomera à porta. A espera leva em torno de 30 minutos, mas vale a pena. Aproveite para admirar as estátuas expostas ao redor. Passando pelo Raio-X, você poderá comprar os ingressos  e deverá deixar suas bolsas no guarda volume.A boa notícia é que após um tempo proibindo, o D’Orsay voltou a permitir que se fotografe e filme o acervo permanente. Confesso que certa vez quase desisti da visita ao ver que seria proibido de fotografar, pois adoro fotografar museus e depois ficar admirando as obras em casa, mas entrei assim mesmo e valeu muito a pena. O fato de estar lá apenas para olhar, sem me preocupar em achar o melhor enquadramento, me fez aproveitar muito mais o momento e sai de lá muito satisfeito com as lembranças, que valeram como se fossem boas fotos.

fila para compra dos ingressos e o cartaz da mostra especial: “Masks, from Carpeaux to Picasso”, realizada em 2008

booking_paris

aproveite o tempo na fila dos ingressos para ver as estátuas ao redor

grande relógio, lembrança da Gare d’Orsay

O D’Orsay possui um grande acervo de quadros e estátuas

Ours Blanc de François Pompon (1855-1933) foi esculpida entre 1923 e 1933

Auto retrato de Van Gogh

Van Gogh: pausa do almoço – 1890

O quarto de Van Gogh – 1889

O museu abriga várias obras do “Realismo”, como esta pintura de Rosa Bonheur

Monet – Ponte Japonesa em Giverny

(La cathédrale de Rouen – 1892) – Monet fez diversas pinturas desta catedral, retratando a luz em diversos horários

“Os raspadores de tacos” – de Gustave Caillebotte – 1875, minha obra favorita no D’Orsay

Ficha técnica:

  • Museu D’Orsay – site oficial: http://www.musee-orsay.fr
  • Ingressos: € 11 (inteira), veja no site os valores para crianças e melhor idade
  • aberto de terça a domingo das 9h30 as 18h00 – Quintas-feiras aberto até as 21h45. Fechado no dias 1 de maio e 25 de dezembro.
  • acesso pelo Metro Solférico ou RER Musée d’Orsay
  • não é permitido fotografar com flash e/ou tripé no interior do museu

Para Ler mais sobre Paris, visite nossa página sobre Paris.

 

Siga o Phototravel360 no Twitter – @phototravel360

Visite o Phototravel360 no Facebook – Phototravel360

Visite o Campos do Jordão 360 no Facebook – CamposdoJordão360

Assine o Phototravel360 por email – Phototravel360

 

This Post Has 2 Comments
  • Oi Edson. Adorei suas fotos. Estarei indo a Paris novamente na próxima semana (Julho 2012). Você saberia me dizer se a regra sobre näo tirar fotografias permanece?

    Parabéns pelo excelente blog.
    Abraços

    • Stephanie,

      pelo que saiba as restrições à fotografia continuam, mas a minha última visita, apesar da tristeza inicial por não poder fotografar acabou sendo uma visita muito boa, pois tive mais tempo para me concentrar nas obras.

      abraço,

      Edson Maiero

Leave a comment