Dicas para um final de semana em Brasília

Dicas para um final de semana em Brasília

Ouvimos falar de Brasília praticamente todos os dias do ano, e geralmente são notícias que nos deixam indignados. São tantos escândalos, acordos esdrúxulos e desperdício de dinheiro público que é difícil termos bons pensamentos quando ouvimos o nome da cidade. Mas dificilmente alguém, que teve a oportunidade de conhecer Brasília, não se apaixonou por ela.
Planejada e construída para ser a Capital do Brasil, Brasília é obra do trabalho conjunto de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, foi construída em apenas 4 anos, e inaugurada em 1960 por Juscelino Kubitschek. Ao andarmos pelo Plano Piloto, nos sentimos em um museu a céu aberto, tendo a beleza arquitetônica das diversas obras de Oscar Niemeyer.
Para quem pretende conhecer a cidade, o ideal seria um feriado prolongado, em 3 ou 4 dias pode-se conhecer muito bem nossa capital federal, sem precisar correr de um lado para outro. Mas se você tiver apenas um final de semana livre, não desanime. Chegando na sexta-feira e voltando no domingo a noite, você terá tempo para mergulhar em Brasília e conhecer quase todos as suas principais atrações. Para lhe ajudar, vou listar abaixo uma série de locais que você poderia conhecer em um final de semana, espero que goste:

1. Museu Nacional de Brasília:

Localizado na Esplanada dos Ministérios, este museu tem a forma de uma cúpula e uma passarela externa que me lembra os anéis de Júpiter. Na mesma área, separados por uma grande praça e um espelho d’água temos a Biblioteca Nacional. Juntos, Museu e Biblioteca, formam o Complexo Cultural da República João Herculino.
Este é um ótimo lugar para caminhar, admirar o espelho d’água, e buscar ângulos diferentes para fotografar esta obra de Oscar Niemeyer, que foi inaugurada no mesmo dia do 99º aniversário do seu criador. O museu expõe diversas mostras especiais, não deixe de entrar e conhecer. Os horário de visitas são de Terça a domingo, das 9h às 18h30.

Museu Nacional, Brasília

Museu Nacional de Brasília

Museu Nacional, Brasília

A passarela externa lembra os anéis de Saturno

Museu Nacional, Brasília

Sorveteiro se abriga na sombra para escapar do forte sol brasiliense

Biblioteca Nacional de Brasília

Biblioteca Nacional de Brasília

2. Catedral de Brasília
Do Museu Nacional você pode ir andando até a Catedral de Brasília, mais uma obra de Niemeyer, tendo sido inaugurada em 1970. Formada por 16 colunas de concreto branco que formam um diâmetro de 60 metros, e paredes de vitrais de vidro, esta catedral é uma das mais belas do mundo. O campanário com os 4 sinos fica em uma torre ao lado e completa o conjunto.
Em seu interior também nos surpreendemos: a luz passa pelos vitrais, obra de Marianne Peretti, e criam um mosaico de cores que colorem o chão, paredes e pessoas. No alto, 3 anjos “flutuam” no centro. Estas esculturas são obra de Alfredo Ceschiatti e Dante Croce e medem entre 2,22 m (a menor) até 4,25 m (a maior).
Outros pontos importantes da Catedral de Brasília, são o altar, doação do Papa Paulo VI, a via Sacra, obra de Di Cavalcanti e uma réplica da Pietá de Michelangelo, exposta na Basílica de São Pedro, e reproduzida pelo Vaticano, por ordem do Papa João Paulo II.
É possível visitar a catedral todos os dias, exceto nos horários das missas, quando é permitida apenas a entrada de quem pretenda assistir a cerimônia.

Catedral de Brasília

Concreto e vidro: simplicidade e beleza

Catedral de Brasília

O campanário e os sinos

Catedral de Brasília

Anjos flutuando

3. Congresso Nacional
Ainda seguindo pelo Eixo Monumental, podemos caminhar até o Congresso Nacional. No caminho passamos pela Esplanada dos Ministérios e podemos ver suas sedes e anexos. Além de caminharmos pelo gramado a sua frente, podemos fazer uma visita ao interior do Congresso, elas acontecem todos os dias, inclusive nos domingos e feriados, das 9h30 as 17h00 e, a menos que você esteja em um grupo com mais de 15 pessoas, não é necessário fazer qualquer agendamento. A visita dura em torno de 50 minutos, e não é permitido o uso de chinelos, shorts e bermudas.

Congresso Nacional, Brasília

Congresso Nacional

4. Itamaraty
A direita do Congresso Nacional, temos o Palácio do Itamaraty, sede da diplomacia brasileira. Inaugurado em 1970, ele também é conhecido como Palácio dos Arcos e possui dois anexos, entre eles o famoso “Bolo de Noiva”. Este palácio possui o maior hall sem colunas do mundo, com 2800 metros quadrados.
Na visita pelo Palácio é possível conhecer seus jardins, desenhados por Burle Marx; painéis de Athos Bulcão, Rubem Valentim, Sérgio Camargo, um afresco de Alfredo Volpi; estátuas e os grandes salões usados em eventos e jantares diplomáticos. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira das 14h as16h e nos sábados, domingos e feriados, das 10h as 15h.

Palácio do Itamaraty, Brasília

Palácio do Itamaraty e a estátua “O Meteoro”

Palácio do Itamaraty, Brasília

Repare nesta escadaria suspensa. Ao fundo, jardim criado por Burle Marx

5. Praça dos Três Poderes
Seguindo em frente, no final do Eixo Monumental, temos a Praça dos Três Poderes. Esta grande praça foi projetada de tal modo que os edifícios sede do Legislativo, Executivo e Judiciário tivessem o mesmo destaque, ressaltando assim a harmonia e independência dos três poderes.
É aqui, na Praça dos Três Poderes, que encontramos a escultura “Guerreiros”, de Bruno Giorgio, que é popularmente conhecida como “Dois Candangos”, e é um dos cartões postais de Brasília. Aqui a dica é caminhar, e admirar as diversas obras de Oscar Niemeyer: Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal, o famoso STF; Palácio do Planalto, o Pombal, o Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves e o Museu da Cidade. E temos ainda o Pavilhão Nacional, a gigantesca bandeira Brasileira, com 286 metros quadrados de área, que tremula em um mastro a cem metros de altura. A bandeira é trocada em uma cerimônia militar no primeiro domingo de cada mês.

Praça dos três poderes, Brasília, dois calangos

Os “Dois Candangos”, na Praça dos Três Poderes

Praça dos três poderes, Brasília

Pavilhão Nacional, o Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves e o Pombal

6. Palácio do Planalto
Já que você esta na Praça dos Três Poderes, é hora de visitar o Palácio do Planalto, sede do Governo Brasileiro, é aqui que bem ou mal, nossos presidentes administram o Brasil. É muito legal estar em frente a ele, e ver suas famosas colunas de concreto branco, que tanto aparecem no Jornal Nacional.
O Palácio é aberto a visitas aos domingos das 9h30 às 14h00 e durante o tour podemos ver os salões usados em cerimonias oficiais, obras de arte, o Salão Oval, onde acontecem as reuniões ministeriais e a Sala da Presidência da Republica. Esta visita é um dos pontos altos de uma viagem a Brasília. Não perca!!

Palácio do Planalto, Brasília

Palácio do Planalto

Palácio do Planalto, Brasília

Rampa do Planalto

Palácio do Planalto, Brasília

Os Orixas sem rosto, de Djanira da Motta e Silva

Palácio do Planalto, Brasília

Dragões da Independência fazem a guarda em frente a Rampa Presidencial

Palácio do Planalto, Brasília, Parlatório

O Parlatório

Palácio do Planalto, Brasília, Salão Oval

Salão Oval: usado nas reuniões do presidente com os seus ministros, fica menor a cada nova reforma ministerial

Palácio do Planalto, Brasília

Sala Presidencial

7. Supremo Tribunal Federal Palácio da Justiça
A sede do STF deve ser um dos locais mais conhecidos do Brasil, uma vez que praticamente todos os dias aparece nos noticiários. Mas independente das notícias vindas de lá, não há como negar a sua beleza, que se deve em grande parte à simplicidade da obra de Niemeyer, com colunas de concreto branco nas laterais e um grande vão central. A sua frente temos a famosa estátua “A Justiça” de Alfredo Ceschiatti. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira das 9 às 11h e das 15 às 17h.

Palácio da Justiça, STF, Brasília

Supremo Tribunal Federal

Palácio da Justiça, STF, Brasília

A justiça é cega, e muito lenta

8. Torre de TV
Situada no Eixo Monumental a Torre de TV de Brasília tem 224 metros de altura e um mirante localizado a 75 metros. Dali temos uma vista privilegiada da cidade e podemos entender melhor Brasília. O ingresso para subir no mirante custa R$ 3,00. Os horários de visita são das 14h00 as 20h00 às segundas feiras, e de terça e domingo das 8h00 às 20h00.
Nos finais de semana, uma feira de artesanato anima a área na base da Torre e ainda temos no primeiro andar, o Museu de Gemas, com um acervo de pedras preciosas.

Torre de TV, Brasília

Pôr do Sol na Torre de TV

Torre de TV, Brasília, eixo Monumental

Brasília vista do alto

9. Memorial JK
O Memorial JK é mais uma das obras de Niemeyer, e foi criado em homenagem a Juscelino Kubitschek, que governou o Brasil entre 1956 e 1961 e foi o responsável pela construção e inauguração de Brasília. Aqui pode-se conhecer a história da cidade através de filmes e fotografias. O Memorial também tem diversos objetos que pertenceram a JK e os restos mortais dele estão depositados lá. As visitas acontecem de terça e domingo das 9h as 18h e o ingresso custa R$ 10,00.

Memorial JK, Brasília

Memorial JK

10. Ponte JK
Fora do eixo monumental, temos a Ponte JK que liga as regiões do Lago Sul, Paranoá, São Sebastião e Plano Piloto. Obra do arquiteto Alexandre Chan, esta linda ponte tem três arcos, que lembram uma pedra quicando na água, e foi considerada pela Sociedade de Engenharia da Pensilvania, a ponte mais bonita do mundo. O melhor lugar para ver a ponte é à beira do Lago, e se você quiser, pode cruzar a ponte a pé e prestar atenção em todos os detalhes.

Ponte JK, Brasília

Os arcos lembram uma pedra quicando na água do lago

11. Palácio da Alvorada
Residência oficial do Presidente da República, o Palácio da Alvorada, esta localizado no Lago Paranoá, e é aberto a visitas guiadas, às quartas-feiras, das 15h00 às 17h30, desde que o(a) Presidente não esteja no Palácio.

Palácio da Alvorada, Brasília

Palácio da Alvorada: esta fachada é simplesmente fantástica

12. Pontão do Lago Sul
Após tantos lugares para visitar, você deve ter ficando com fome, mas isto não é problema em Brasília. A cidade oferece várias opções de restaurantes, mas foi o Pontão do Lago Sul que me conquistou. O Pontão, é um centro gastronômico, localizado a beira do lago e que reúne vários restaurantes, com as mais variadas opções. Minha dica é vir aqui no final da tarde, para caminhar à beira do lago, ver o por do sol, curtir um happy hour e finalmente jantar.

Bom agora que você já sabe o que fazer em Brasília, é só programar sua viagem e conhecer melhor nossa capital. Boa viagem!!

Siga o Phototravel360 no Twitter – @phototravel360

Visite o Phototravel360 no Facebook – Phototravel360

Assine o Phototravel360 por email – Phototravel360

This Post Has 7 Comments
  • Olá, não vou estar de carro no final de semana que estarei visitando a cidade. Consigo fazer esse tour pelos principais pontos turístico de ônibus ? Ou vou de taxi até qual ponto e depois faço o restante a pé!
    Por favor passe umas dicas pra mim!
    Obrigada
    Patricia

  • Não conhecia o site, gostei muito.

    Só quero fazer uma observação quanto ao item “7. Palácio da Justiça”:
    O prédio citado, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o Edifício Sede e não recebe nenhum outro nome específico. Existe sim o Palácio da Justiça, mas fica um pouco acima do Palácio do Planalto, do lado oposto do Palácio do Itamaraty. Mais informações aqui:
    http://www.brasil.gov.br/brasilia/conteudo/guia-turistico/turismo-civico/palacio-da-justica

    • Marcos

      obrigado pelo seu comentário e informação. Revisei o post e corrigi a informação.

      grande abraço,

      Edson Maiero

  • Quando visitei Brasília achei a cidade fantástica. Muita arquitetura, lindas paisagens, clima pitoresco e multiculturalidade. Cidade que recomendo até hoje para os amigos visitarem. Basta ver nas fotos acima. Nossa capital é muito mais do que só política.

  • Edson, linda suas fotos de Brasília.
    Minha cidade, mesmo com todas as suas mazelas, consegue ser muito fotogênica! 😉

    • Marcelo,

      Confesso que me surpreendi com Brasília. A beleza da cidade superou em muito as minhas expectativas.

      Edson

Comments are closed.