Distante 230 km de São Paulo, a Cidade de Cunha está localizada entre as montanhas das Serras da Quebra-Cangalha, da Bocaina e do Mar. Esta previlegiada localização nos proporciona vistas lindas das montanhas cobertas de verde. Além disto sua proximidade de Ubatuba, e Paraty permite que seja utilizada como base para visitar estas cidades.Localizada no trajeto entre as Minas Gerais e Paraty, Cunha é cortada pela Estrada Real que era utilizada para o transporte de ouro. Sua utilização era obrigatória e a utilização de caminhos alternativos considerado um crime. Tudo em uma tentativa de garantir a cobrança dos impostos referentes a riqueza por ela transportada. Aproveite para passear por ela. Apesar de ser uma estrada de terra e da chuva que enfrentamos, não tivemos problemas com o carro e a vista vale a pena. São fazendas, vales e montanhas que formam uma paisagem imperdível.

Marco identificando trecho da Estrada Real

HOSPEDAGEM:

No final de semana em que estivemos lá, nos hospedamos na Pousada Quinta da Serra (www.pousadaquintadaserra.com.br). O local inaugurado em julho de 2008, muito agravádavel e possui uma vista maravilhosa de todo a região. Além disto, devido ao sentimento de que ainda não haviamos esgotado a cidade voltamos no final de semana seguinte, para podermos dedicar mais tempo a conhecer os segredos de Cunha e da própria pousada. Logo na entrada podemos ver o belo prédio da recepção que também serve de restaurante onde são servidos o café da manha, almoço e jantar e também podemos encontrar boa adega.

Posada Quinta da Serra – Recepção

Existem 4 chalés na pousada e todos tem uma vista espetacular das montanhas da região que se perdem além do horizonte.

Pousada Quinta da Serra – Chalé

Pousada Quinta da Serra – Vista do chalé Cotovia

A pousada Quinta da Serra está a poucos metros da Cachoeira do Pimenta que pode ser visitada através de uma trilha de 150 metros. Ao longo da descida podemos ver as quedas d’agua. Tome folego, pois a volta, trilha acima não é das mais fáceis.

Cachoeira do Pimenta vista da Estrada Real

Cachoeira do Pimenta

Cachoeira do Pimenta

Uma outra boa opção de pousada é a Pousada Shambala, que além de ótimos chalés oferece uma programação de relaxamento e meditação.

CERÂMICA:

Cunha é famosa por ser rica em ateliers de cerâmica. São vários artistas com diferentes técnicas que se instalaram na cidade nos últimos anos e que fazem disto um dos principais atrativos do local.

Estatua de Buda – Anand Atelier

Visitamos em um sábado a noite o Anand Atelier (www.anandatelier.com). Nesta visita podemos conhecer um pouco da técnica Raku. No atelier localizado na Estrada Cunha-Paraty, km 61,5, você pode assistir a uma palestra sobre a cerâmica Raku, acompanhar a abertura do forno e comprar lindas peças, são garafas, vasos e estátuas. O horário (18h30) foi estrategicamente escolhido para que possamos ver as peças incandecentes na escuridão da noite que se inicia. Recentemente o atelier mudou-se para Brotas, mas tenho certeza de que mesmo com novo endereço, a visita continua valendo a pena, sendo assim, inclua o atelier na sua próxima visita a Brotas.

Zahiro explicando as técnicas de cerâmica utilizadas no atelier

Gitika dando uma aula de história, arte e as origens da técnica Raku

A abertura do forno: as peças incandescentes proporcionam um espetáculo de rara beleza

Após o processo de queima as peças são lavadas e estão prontas para serem disputadas pela platéia

Os artistas proprietários Zahiro e Gitika demonstram a cada palavra o amor no que fazem. Foi realmente muito agravável conversar com eles ao final da apresentação.

vista do Atelier de Cerâmica Suenaga & Jardineiro – Cerâmica de Alta Temperatura, com Forno a Lenha Noborigama

ESTRADA CUNHA-PARATY

Cunha esta localizada a 47 km de Paraty. A estrada no lado paulista é muito boa e a vista é maravilhosa, como uma pequena igreja no fundo de um vale ou uma majestosa cachoeira que se destacando na paisagem.

a pequena igreja ao fundo do vale tem um charme especial…

…tanto que não resistimos e dirigimos até lá. Apesar de pequena a Igreja da Boa Vista é muito simpática.

A estrada nos proporciona uma bela vista, como a cachoeira acima

uma rápida parada na beira da estrada nos proporciona esta bela vista

Ao chegar no lado carioca entramos no Parque Nacional da Serra da Boicana. São 9 km sem asfalto que consomem entre 45 minutos e 1 hora e meia, pois devido as pedras e irregularidades da pista é impossível correr, sendo dirija devagar, se desviando as pedras e curta a paisagem e relaxe do stress do dia a dia. Uma dica, se seu carro for rebaixado, não vá, ele não irá passar.

Após o parque encontramos na beira da estrada várias pousadas, restaurantes e atelier de artistas, o que formam um atrativo a parte nesta viagem.

Paredão de pedra vira uma galeria de arte….

 

Edson Maiero

 

This Post Has 14 Comments
  • Oi Edson! Mais uma vêz muito obrigado. Pode ter certeza que para a inauguração estaremos mandando um convite especial. Até lá, e um grande abraço.

  • Edson, não sabíamos dessa bela reportagem, só hoje descobrimos!
    está super bem escrito e fotografado.
    agora estamos construindo em Brotas, mas ainda não inauguramos o novo ateliê, avisaremos você!

    muitíssimo obrigada pela carinhosa divulgação!
    Gitika e Zahiro Anand

    • Gitika e Zahiro,

      Fico feliz que tenham gostado. A experiência de conhecer o trabalho de vocês foi muito agradável e quis compartilhar isto. Estive recentemente em Cunha e descobri que estavam se mudando. Se me avisarem ficarei feliz em ir na inauguração do novo ateliê em Brotas.

      Abraço,

      Edson Maiero

  • olha, eu sou dessa cidade, ja fui em varios desses lugares q estão representados nessas fotos, mas tem umas coisas q nunca imaginei q aqui tivesse, muito bom seu trabalho, esta d parabéns… 😀

    • Vívian,

      Obrigado pelo comentário, realmente é curioso como os turistas muitas vezes conhecem alguns lugares que os moradores nunca foram, talvez a facilidade de poder visita-los a qualquer momento, faça com que posterguemos a visita indefinidamente.

      Edson Maiero

  • Edson,

    muito interessante o trabalho, as peças saindo do forno realmente são um espetáculo à parte e a foto trasmitiu muito bem

    • Luis,

      obrigado pelo comentário. Se for a Cunha,, assistir a abertura do forno é um passeio imperdível.

      Edson

  • está natureza é muito linda vamos cuidar com muito karinho!

  • a igrejinha azul claro que vocês conheceram é de s. José e não de n.s.da Conceição.O bairro se chama Boa Vista, então chamamos de Igreja da Boa Vista.
    Suas fotos estão lindas, voltem sempre.
    Profª Waldirene.

    • Muito obrigado pela correção, já mudei o nome da Igreja no texto. Cunha é uma linda e agradável cidade e sempre é bom voltar.

      Edson Maiero

  • Podemos usar sua magnífica foto do Raku do Anand no folheto de Raku do II Festival de Cerâmica de Cunha?
    Alberto Cidraes
    ICCC Instituto Cultural da Cerâmica de Cunha

    • Alberto, sinta-se a vontade para usar esta foto no folheto. Por gentileza me envie uma copia.

      abraço,

  • Legal ver isso. Fui 2 vezes pra lá, somente na fazenda de um amigo, quase não saíamos de lá. Próxima vez vou dar umas voltas a mais…
    abs

Leave a comment