Bate-volta pelos arredores de Porto: Douro

Bate-volta pelos arredores de Porto: Douro

O segundo roteiro de bate-volta pelos arredores de Porto é uma visita à região do Douro, terra do famoso e delicioso vinho do Porto. Este roteiro é mais longo, por isto você precisa sair do hotel por volta das 8h00 ~ 8h30, para que dê tempo de visitar tudo. Eu recomendo que você use um GPS ou pelo menos imprima o mapa e instruções de trajeto usando o Google Maps, afinal o tempo é muito curto para nos perdermos.
O roteiro pelo Douro tem como destino a Casa de Mateus, em Vila Real e depois vamos para a pequena cidade de Pinhão, onde podemos fazer uma visita à Quinta do Seixo, produtora do vinho do Porto Sandeman.

Começamos nos dirigindo para a Casa de Mateus, famosa por aparecer no rótulo do vinho Mateus Rosé, este solar mostra o melhor da arquitetura barroca portuguesa. Esta é uma viagem de 1h20 de carro, usando as estradas A4 e IP4. Chegando lá, tente estacionar na rua em frente a casa, pois o estacionamento em seu interior é salgado. Após estacionar, entre e compre o ingresso. São duas opções: apenas jardins por 4€ e a visita global, jardins e casa, por 7€. Após dirigir por mais de uma hora, esteja certo de que o correto é comprar o  ingresso para conhecer o jardim+casa.

Reserve seu hotel pelo Booking.com, para Porto e Região

Reserve seu hotel pelo Booking.com, para Porto e Região

As visitas no interior da Casa são guiadas e têm horários específicos. Confirme os horários dos grupos na língua que você preferir e neste meio tempo faça uma visita aos jardins. Na entrada, em frente a casa, temos um espelho d’água, com uma escultura de João Cutileiro, dali, seguindo a direita temos acesso aos belos jardins, com um destaque ao Túnel de Cedros.

Casa de Mateus, Vila Real, Douro, Vinho do Porto, Portugal

Casa de Mateus, famosa por aparecer no rótulo do vinho Mateus Rosé

Casa de Mateus, Vila Real, Douro, Vinho do Porto, Portugal

Os jardins são cuidados com muito carinho

Douro, Portugal, Mateus, Casa de Mateus

Túnel de Cedros: 35 metros de comprimento e 7 metros de altura.

Após ter visitado o jardim e se estiver no horário de seu tour guiado pelo interior da Casa, siga para a adega e acompanhe o guia. Não é permitido fotografar lá dentro, então mais uma razão para prestar atenção no que é dito. As explicações são muito interessantes e nos mostram muito da história de Portugal e também do Brasil, já que um dos ancestrais da família foi Capitão General e Governador da Capitania de São Paulo em 1765.

Casa de Mateus, Vila Real, Douro, Vinho do Porto, Portugal

A adega hoje é usada para exposições que contam a história do vinho na região

Douro, Mateus, Casa de Mateus, Portugal

pátio de acesso a Casa de Mateus

Ao fim da visita você pode fazer comprar na pequena loja e comprar alguma recordação ou vinho por lá.

Para segunda parte do roteiro de hoje, precisamos dirigir até Pinhão, uma pequena vila, que se situa a margem direita do Rio Douro e é considerada o coração do Alto Douro Vinhateiro, e lá existem muitas das quintas que produzem o vinho do porto e esta em uma área considerada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco. A viagem demora 40 minutos (32k) indo pelas estradas N2 e N222. Não é o caminho mais curto, mas como a N222 segue as margens do Rio Douro temos uma vista maravilhosa durante o trajeto. Além disto, por este caminho passamos na porta da Quinta do Seixo.

E é pela Quinta do Seixo que vamos começar nossa visita à região, basta seguir a N222 e passaremos em frente, ai é só entrar. Na verdade a entrada fica alguns metros antes da portaria que vemos da estrada, sendo assim, se você passar por ela é preciso fazer o retorno.

Quinta do Seixo, Sandeman, Pinhão, Portugal, Douro

A Quinta do Seixo, na estrada a caminho de Pinhão: a entrada fica alguns metros antes, à direita

Da entrada até a recepção passamos por uma pequena estrada que corta os vinhedos e serve de mirante para que possamos observar o rio e suas duas margens cobertas de terraços para o plantio da uva. Chegando na recepção escolha o tipo de visita que mais lhe interessa e compre seu ingresso:

  • Visita Vau Vintage: uma visita a adega, com prova de 5 vinhos do porto, em uma área reservada – 15 euros
  • Visita Clássica: uma visita a adega, com prova de 2 vinhos do porto Sandeman – 5 euros
  • Visita Gourmet: uma visita adega, com prova de 3 vinhos do porto Sandeman e 3 queijos tradicionais – 17 euros
  • Quinta do Seixo e Caves Sandeman: inclui a visita clássica e ingresso para visitar as Caves Sandeman em Cais da Ribeira – 7 euros – se você ainda não visitou a Sandeman no Porto, vale a pena comprar este ingresso.

A visita demora menos de 1 hora, e inclui além das provas dos vinhos, uma volta pela adega, onde vemos barris para envelhecimento dos vinhos e os tanques de esmagamento das uvas.

Sandeman, Pinhão, Douro, Portugal, Quinta do Seixo

enquanto subimos a estrada que nos leva a recepção da Quinta do Seixo temos uma visão do Rio Douro e dos terraços para plantação da uva

Quinta do Seixo, Sandeman, Pinhão, Portugal, Douro

Barris de carvalho para envelhecimento do vinho

Sandeman, Pinhão, Douro, Portugal, Quinta do Seixo

Tanques nos quais as uvas são esmagadas usando-se pás automatizadas

Sandeman, Pinhão, Douro, Portugal, Quinta do Seixo

área de degustação dos vinhos

Quinta do Seixo, Sandeman, Pinhão, Portugal, Douro

vinho tinto do Porto Sandeman

Para seguirmos para Pinhão, basta seguirmos a estrada ao sairmos da Quinta, estamos a pouco mais de 10 minutos da estação de trem desta pequena vila. Chegando lá, estacione o carro por perto e vamos visitar esta que uma das mais belas estações de trem de Portugal. Foi construída no século 19, e em 1937 foram instalados 25 painéis de azulejo que representam cenas que mostram a história da cultura da uva e produção de vinho na região. É muito interessando observa-los um a um e ver os hábitos e tecnologia usada no passado para cultivo da uva, produção e transporte do vinho do porto.

Pinhão, Portugal, Douro, Estação de Trem, Azulejos

Estação de Trem de Pinhão: azulejos da metade do século 20 contam a história da produção de vinho na região

Pinhão, Portugal, Douro, Estação de Trem, Azulejos

Lembranças do Passado: costumes do Douro e os Barcos Rabelo

Pinhão, Portugal, Douro, Rio Douro

Um dos barcos que fazem cruzeiros de uma semana pelo Rio Douro, faz uma pausa ancorado no porto de Pinhão

Após a visita a estação de trem, pegue o carro e se dirija ao porto da cidade. Lá encontramos bares e restaurante e também barcos que fazem cruzeiros rápidos pelo Rio Douro, bem como um atracadouro usado pelos barcos que fazem cruzeiros de uma semana.

Terminada a visita, é hora de retornarmos para o Porto, a viagem de volta demora de 1h40, 140km pela estrada A4.

Leia mais: Casa de Mateus
leia mais: Douro: Uma visita a Pinhão e a Quinta do Seixo (Sandeman)

 

Siga o Phototravel360 no Twitter – @phototravel360

Curta o Phototravel360 no Facebook – Phototravel360

Visite o Campos do Jordão 360 no Facebook – CamposdoJordão360

Assine o Phototravel360 por email – Phototravel360

 

This Post Has 5 Comments
  • Belas fotos porém, 100km para nós, os da região, não é bem “arredores do Porto” e por outro lado, não gostamos muito de nos ver associados ao Porto
    (excepto na hora do futebol, onde somos maioritariamente torcedores do F.C.Porto), uma cidade que na realidade, para além da usurpação do nome, nada tem a ver com a maior riqueza da nossa terra, até mesmo à saída, na foz do rio Douro por ironia, as adegas estão em Vila Nova de Gaia e não no Porto.

    Por isso por lá, Régua, Pinhão, onde o vinho ganha corpo chamamos-lhe “vinho fino” ou “vinho generoso”, nunca “porto”.
    Obrigado pelas belas fotos.

    • Claudia,

      realmente a região de Porto e Douro é muito bonita. Até por causa disto quando escrevi o último post sobre lá fiquei com saudades.

      Obrigado pelo seu comentário.

Comments are closed.